A cadeia brasileira da batata Situaçao atual

Audio (español) y resumen (portugués) de la ponencia que Natalino Shimoyama, director de la Asociación Brasilera de la Papa (ABBA, por sus siglas en portugués), presentó en el Panel sobre consumo y mercado del XXVI Congreso bienal de la Asociación Latinoamericana de la Papa (ALAP), celebrado en Bogotá entre el 28 de septiembre y el 2 de octubre de 2014.

 
A produção de batata no Brasil é realizada nos estados da Bahia (6.000 há), Goiás (7.000 há). Minas Gerais (32.000 há), São Paulo (17.000 há), Paraná (13.000 há), Rio Grande do Sul (12.000 há) e Santa Catarina (3.000 há), totalizando cerca de 90.000 há e produção total de 3.000.000 toneladas. Na década de 1980 a área plantada era superior a 150.000 hectares e a produção era a mesma.

O destino da produção é basicamente o seguinte:

  • indústria de pré-fritas congeladas – 200.000 a 250.000 toneladas
  • indústria de chips e palha – 250.000 a 300.000 toneladas
  • mercado fresco – 1.500.000 a 1.800.000 toneladas
  • batata semente – 200.000 a 250.000 toneladas, e
  • perdas – 200.000 a 300.000 toneladas (descartes ou problemas fitossanitários)

As principais variedades produzidas no Brasil são Ágata, Cupido, Mondial, Markies e Asterix (mercado fresco); (indústria de pré-fritas congeladas) e Atlantic (indústria de chips).

As atuais variedades são as principais responsáveis pelo aumento da produtividade, simultaneamente a melhoria na qualidade da batata semente, nutrição adequada, irrigação e produção em regiões de clima favoráveis.

Há 30 anos existiam mais de 40.000 produtores de batata. Atualmente são de 4.000 a 5.000 produtores distribuídos em 15 regiões que abrangem mais de 150 municípios.

Os principais fatores que causaram a redução do numero de produtores estão relacionados às consequências da globalização.

Apesar de ser auto suficiente para produzir e abastecer o mercado interno, anualmente são importadas mais de 250.000 toneladas de batata pré fritas congeladas.

As importações equivalem à produção de aproximadamente 20.000 hectares e são provenientes principalmente da Bélgica, Holanda e Argentina.

O consumo de batata fresca no Brasil esta reduzindo ano a anos devido aos seguintes fatores:

  • mídia (batata engorda e esta contaminada com agrotóxicos)
  • variedades (aptidões culinárias que não satisfazem os consumidores)
  • supermercados (aumentam os preços pagos aos produtores de 10 a 40 vezes)
  • praticidade (pes- soas preferem alimentos processados), e
  • desemprego (problema crônico no pais)

Shimoyama, Natalino1 1 Gerente Geral  ABBA – Associaçao Brasileira da Batata E-mail: abbabatata@uol.com.br

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s